Dell’Aquilla; KILLIAN

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dell’Aquilla; KILLIAN

Mensagem por Killian Dell' Aquilla em Qua Fev 04, 2015 6:32 pm



Killian Västergötland Dell’Aquilla
26 anos
Burguesia
--
Mortal
Colin O'Donoghue
Nayara

Físico
Killian não é um rapaz comum, ele geralmente consegue passar despercebido, não pelo fato de ser muito, muito bonito, mas sim por sua postura, suas roupas e seu lindo rosto. Tudo bem, não vamos exagerar, mas Killian possuía um ar misterioso assim como também tinha tatuagens em alguns lugares do corpo como ombros e braços, e era considerado um pirata por possuir algumas delas. Possui olhos azuis e um sorriso cínico igual o de sua mãe, o que causa desconforto em algumas pessoas.
Personalidade
Killian Dell’Aquilla, é temperamental e extremamente insensível, nasceu sem o senso de modéstia ou humildade, sendo preciso que em algumas situações ele repense bem seus atos, o que até o momento nunca precisou. Ele detesta povos colonizados, percorreu a Europa inteira quando criança, participando dos negócios ilegais da família desde os seus onze anos, onde acidentalmente presenciou um assassinato, mal sabe ele mas sua mãe ficou extremamente irritada com o ocorrido, afinal, ela queria ter o incitado aquele mundo sujo. Pode-se perceber que Killian não possui uma educação repleta de apelos morais e amorosos, suas escolhas estavam feitas muito antes dele saber sobre elas, não que ele se arrependa de ser um homem rico que tira vantagem em cima de pessoas inocentes, até acha divertido.  


historia
Sua mãe era uma duquesa muito rica, famosa, linda e diabólica. Seu pai, um traficante disfarçado entre a sociedade londrina em busca de riquezas, e quando colocou seus olhos na bela duquesa, bem...
Na verdade não foi um encontro muito bom.
A duquesa e o ladrão não se bateram ao primeiro encontro, alguns arranhões ficaram de lembrança para o ladrão que buscou infernizar a vida da lady, somente quando descobriram uma coisa em comum eles passaram a deixar o desprezo de lado e trabalharam da melhor forma que podiam para fazer da vida de quem odiavam um inferno.
O resultado dessa bela e desastrosa união foram dois filhos, Killian era o mais novo e detestou esse fato por um longo tempo, era um inferno sua vida na mão do seu irmão mais  velho, porem era ainda pior ainda quando seu pai estava presente. A única que não o debochava tanto era sua mãe, que por mais inusitado que pareça, amava seus meninos incondicionalmente, mas ainda sim tanto ela quanto seu pai continuaram suas vidas separadamente, mantendo contato quando bem podiam e revezando na criação dos garotos.
Killian pegou uma fase mais tranquila de todo aquele esquema, trabalhando com o pai por toda a Europa e aprendendo o que assistia com ele, sempre coisas terríveis, tais como obter informações, ver alguma coisa e nunca mais falar sobre ela, chantagem, mentiras, aprendeu a ser frio com  a mãe, e seu senso de humor negro veio com o pai, mas o seu sorriso era igual o da mãe, por mais que dissessem que ele era a copia exata do pai.
Acontece que ele e seu irmão nunca se deram muito bem, mas sua família não parava por ai, ele tinha seus primos por parte de mãe e aqueles dois eram sua parte favorita da arvore genealógica, não que ele se considere um nobre, por mais que fosse preferia apostar na nova classe social, Killian era um aquariano, obviamente, o problema era que eles eram tão loucos quanto ele, e isso era tanto uma coisa boa como uma terrível. Quando ele e Maximillien partiram em uma busca sobre o passado da família, ele não se deixou abalar e seguiu com o plano ate o final, quer Max gostasse ou não, para ele a sua família era importante e laços assim não deviam ser mantidos sob mentiras, por isso sim, ele iria falar a verdade para seus primos quer eles gostem ou não, mas existiam coisas que ele não podia negar que eram... Complicadas, então o melhor ali era fingir que ele era cego e surdo.
Por mais que odiasse ficar em um lugar por muito tempo, ele estava voltando para Londres, diretamente para a casa da sua família, onde tinha negócios inacabados e bem, existiam boatos sobre uma tal caçada a bruxas, ou monstros, de qualquer forma ele estava lá para tirar proveito de todo aquele caos, extorquir alguns conhecidos, matar, acabar com a reputação de virgens, reencontrar velhos amigos, chantagear e tirar lucro sobre todo aquele material sobrenatural que estava espalhado pela cidade, acreditem ou não o mercado negro adorava quando ele levava uma coisinha especial ou outra, ele só precisava diferenciar e não confundir quem ele podia ou não usar nos seus negócios. Por um exemplo, a própria família.
Killian não e uma pessoa confiável e nem tenta mudar isso, se ele quer algo ele vai lá e toma ou rouba, simples assim, não se importa com consequências e prefere viver a vida improvisando pelo caminho.




_________________

With no intention to keep me Jesus christ don't be kind to me honey, don't feed me I will come back
avatar
Killian Dell' Aquilla
Burguês
Burguês

Mensagens : 23
Data de inscrição : 09/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dell’Aquilla; KILLIAN

Mensagem por Victoria em Ter Maio 05, 2015 1:05 pm



APROVADO!


BEM VINDO! Excelente ficha, aproveite o RPG e divirta-se!




avatar
Victoria
Admin

Mensagens : 47
Data de inscrição : 31/03/2013

Ver perfil do usuário http://powerandcontrol.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum