Västergötland, FREYA.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Västergötland, FREYA.

Mensagem por Freya Västergötland em Ter Jan 27, 2015 5:23 pm



Freya Västergötland
Idade
Sangue Azul
Medium
Ocultista
Jessica De Gouw
Nayara

Físico
Possui olhos azuis gélidos que ela não sabia, mas eram exatamente como os da mãe. Cabelos castanhos escuros lisos e longos, possui um rosto delicado e angelical que pode enganar quem ela quiser, mas sua postura sempre faz com que pareça uma mulher seria e inabalável, mas possui seu outro lado, onde seus olhos gelos podem demonstrar que existe maldade ali naquela garota.  
Personalidade
Freya não é uma pessoa de difícil acesso, qualquer pessoa que for ate a morena será recepcionado, só não há garantias de que será de boa ou má vontade, Freya e uma pessoa de humor facilmente mutável, e não e inteiramente por sua culpa e sim por sua maldição, possui o dom de ver coisas que não se pode explicar e ela não tem a menor vontade de explicar também, tudo o que sempre quis foi que isso não existisse.
Ela pode ser fria como uma pedra de gelo quando quer, mas pode ser tão tentadora e persuasiva na mesma medida. Fala o que pensa e não se importa com os julgamentos das outras pessoas, pois se considera melhor do que todos aqueles que a cercam, vive em constante luta com seus dois lados que parecem disputar dentro dela para assumir o controle, fazendo com que se afastasse de qualquer pessoa que aparecesse em sua vida, não e que ela tenha escolhido viver assim, ela apenas não possui total controle da sua própria vida.


historia
Quando Freya e Max nasceram, a mãe deles faleceu no mesmo dia, o pai temendo que fosse perseguido pela avó das crianças fugiu da Itália, pais de origem dos dois, partiu então com dois recém nascidos, uma quantia de dinheiro e seus próprios meios para manter duas crianças vivas ate chegar a França, conseguiram viver em paz durante bons quatro anos, ate que a avó das crianças a encontrassem, pode-se dizer que eles ficaram órfãos naquele mesmo dia. A avó dos gêmeos os levou para Inglaterra, onde possuía uma família e contatos, ela era da realeza e não foi problema criar duas crianças adoráveis.
Viveram a infância próxima a um jardim só deles e possuindo educação privilegiada assim como qualquer coisa que desejassem. Existia um único porem, eles nunca poderiam perguntar a avó sobre seus pais, ou as punições seriam severas. Freya nunca teve problemas com isso, afinal, sempre foi assombrada por uma mulher que a seguia onde quer que ela fosse, tinha certeza que aquela era sua mãe e a achava a pessoa mais linda de todo o mundo. Aquele era também o primeiro sinal do que estava por vir, por mais que achasse a sua mãe adorável, sempre achou que deveria evitar conversar com eles, por mais que eles insistissem, por mais que gritassem por atenção.
No dia em que sua avó se foi, ela ficou dias sem se lembrar de uma coisa se quer. Quando acordou, encontrou um Maximillien com seu belo rosto machucado e a encarando como se ela fosse outra pessoa, e ela realmente era, depois que sua avó morreu o feitiço de proteção dos gêmeos também se foi e ela estava acessível para quaisquer forças que estivessem ao redor para usa-la. Não sabia o que era pior, sua avó ter sido uma feiticeira, ou nunca ter contado isso para eles, ou ainda por ter sido usada e nem se quer lembrar de nada.
Com o tempo ela descobriu que era um receptáculo fácil e aprendeu como chutar a bunda de quem a infernizasse, tentasse a possuir ou coisas piores, e principalmente a proteger de si mesma e dos demônios interiores que insistiam em sair. Ela possuía sérios problemas com confiança e tinha apenas seu irmão gêmeo como aliado e único confidente capaz de aceitar Freya como realmente era.
Por mais que se achasse fraca, coisa que nunca admitiria, ela sabia como aproveitar a vida e a lidar com as pessoas, afinal ela era uma duquesa e tinha que se mostrar como tal. Seu único defeito era seu ego inflado e sua língua afiada a qual já lhe rendeu boas e terríveis historias, sabe que não pode confiar em ninguém além de sua família, principalmente depois que Max descobriu a verdade sobre seus pais, e o terrível pecado que eles cometeram, ou o que ela preferia chamar: amor, não os julgavam por seus pecados, mas sim por ser ela a pessoa que estava pagando por eles, sendo perseguida por todos os tipos de espíritos que a queriam a todo custo.
E agora também corria o risco de ser morta pelos malditos caçadores que se esgueiravam pelos cantos de Londres.
Freya odiava ser tão desejada.




_________________



When will the flames at last consume us?

PAST ALL THOUGHT OF RIGHT OR WRONG ONE FINAL QUESTION HOW LONG SHOULD WE TWO WAIT BEFORE WE'RE ONE?
avatar
Freya Västergötland
Nobreza
Nobreza

Mensagens : 59
Data de inscrição : 02/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Västergötland, FREYA.

Mensagem por Victoria em Qua Fev 04, 2015 2:04 pm



APROVADO!


BEM VINDO! Excelente ficha, aproveite o RPG e divirta-se!




avatar
Victoria
Admin

Mensagens : 47
Data de inscrição : 31/03/2013

Ver perfil do usuário http://powerandcontrol.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum